FATOS RELEVANTES PUBLICADOS ENTRE 27/10/2018 E 29/10/2018

BRASIL/POLÍTICA

Bolsonaro é eleito presidente da República com 55,1% dos votos válidos; PT é o partido com o maior número de governadores

Neste domingo, às 19h18, com 99,4% das urnas apuradas, a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, declarou (clique aqui) o candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, matematicamente eleito ao cargo, que ocupará de 1º de janeiro do ano que vem a 31 de dezembro de 2022

  • com 99,9% das urnas apuradas no segundo turno eleitoral, Bolsonaro alcançou 57,8 milhões de votos válidos (excluídos brancos, nulos e abstenções), equivalentes a 55,1% do total, enquanto Fernando Haddad, candidato do PT, obteve 47 milhões de votos (44,9%)
  • nas disputas ao cargo de governador, ocorridas no segundo turno em 14 unidades da Federação, PSDB e PSL elegeram três candidatos cada um, MDB e PSC, dois cada um, PDT, Novo, PT e PSD, um cada um
  • levando em consideração os dois turnos, PT elegeu quatro governadores; PSB, PSDB, PSL e MDB, três cada um; PSC, DEM, PSD, dois cada um; PDT, PP, PCdoB, PHS e Novo, um cada um
  • imagem acima de UOL Notícias

 

 

Presidente eleito diz que governará “segundo ensinamentos de Deus”

Jair Bolsonaro, candidato à Presidência da República pelo PSL, declarou neste domingo, durante transmissão ao vivo pela internet, realizada após a confirmação de sua vitória na eleição de segundo turno, que fará um governo “seguindo ensinamentos de Deus, ao lado da Constituição brasileira, inspirado em grandes líderes mundiais e com uma boa assessoria técnica”

  • “Não poderíamos mais continuar flertando com o socialismo, com o comunismo e com o populismo, e com o extremismo da esquerda”, disse o presidente eleito
  • ele afirmou também que há “condições de governabilidade” dados os contatos feitos “ao longo dos últimos anos com parlamentares” e que “todos os compromissos assumidos serão cumpridos com as mais variadas bancadas, e com o povo em cada local do Brasil em que estive presente”
  • durante pronunciamento feito a emissoras de TV, Bolsonaro disse que seu governo “será um defensor da Constituição, da democracia e da liberdade […] Isso é uma promessa, não de um partido, não é a palavra vã de um homem, é um juramento a Deus”
  • de acordo com o diário Valor Econômico, ao encerrar o pronunciamento, Bolsonaro chamou o senador Magno Malta (PR-ES) para fazer uma oração, pedindo que os aliados em sua casa, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), se dessem as mãos
  • Bolsonaro recebeu telefonema do presidente dos EUA, Donald Trump, o parabenizando pela vitória
  • imagem acima de ATarde

 

Após derrota, Haddad afirma que parte expressiva do povo brasileiro, que votou nele e “tem outro projeto para o Brasil”, “precisa ser respeitada”

Fernando Haddad, candidato do PT) à Presidência da República, declarou, neste domingo, em São Paulo (SP), após a confirmação de sua derrota no segundo turno eleitoral, que “uma parte expressiva do povo brasileiro precisa ser respeitada neste momento, a parte que diverge da maioria e tem outro projeto para o Brasil”

  • ao lado da família, da candidata a vice de sua chapa, Manuela D’Ávila, da ex-presidente Dilma Rousseff, do ex-candidato do Psol Guilherme Boulos e outros apoiadores, Haddad disse, de acordo com o portal de notícias G1: “Nós temos a responsabilidade de fazer uma oposição colocando os interesses nacionais, o interesse do povo brasileiro, acima de tudo”
  • “Vamos colocar o nosso ponto de vista, respeitando a democracia”, disse o candidato derrotado
  • imagem acima de G1 Globo

 

Chapa de Bolsonaro acusa Folha de S.Paulo por uso indevido de veículo de comunicação

A chapa do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) ingressou no último sábado com ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em que pede a apuração de suposto abuso de poder econômico e uso indevido de veículo de comunicação, o diário Folha de S.Paulo, que no último dia 18 publicou reportagem segundo a qual empresas teriam comprado pacotes de disparos em larga escala de mensagens no aplicativo WhatsApp contra o candidato do PT, Fernando Haddad

  • a petição requer também que o TSE determine a exibição de documentos que embasaram reportagem produzida pela Folha
  • de acordo com o diário O Estado de S.Paulo, na ação da chapa do candidato do PSL consta a afirmação de que a Folha “denuncia a contratações de impulsionamento na ordem de 12 milhões de reais, sem apontar onde, como e com quem teriam sido firmados tais contratos”
  • a defesa de Bolsonaro pede que a ação seja remetida à Procuradoria-Geral da República e que sejam cassados os registros de Haddad e sua vice, Manuela D’Ávila, e a inelegibilidade dos concorrentes pelo prazo de oito anos
  • imagem acima de Na Roda

 

Presidente do STF suspende ação de policiais empregados em busca de material de campanha política em universidades

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, deferiu, no último sábado, medida cautelar para “suspender os efeitos de atos judiciais ou administrativos, emanados de autoridade pública que possibilite, determine ou promova o ingresso de agentes públicos em universidades públicas e privadas”

  • em sua decisão (clique aqui), a ministra suspende, ainda, qualquer determinação de recolhimento de documentos, interrupção de aulas, debates ou manifestações em universidades, bem como a coleta irregular de depoimentos de professores ou alunos pela “manifestação livre de ideias e divulgação do pensamento nos ambientes universitários ou em equipamentos sob a administração de universidades públicas e privadas”
  • Carmen Lúcia atendeu a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), ajuizada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, contra decisões de juízes eleitorais que determinaram busca e apreensão de panfletos e materiais de campanha eleitoral em universidades
  • entre os dias 23 e 25 deste mês, universidades públicas de ao menos nove estados brasileiros foram alvos de operações autorizadas por juízes eleitorais para averiguar denúncias de campanhas político-partidárias que aconteceriam dentro das universidades
  • as operações apreenderam material de campanha de Fernando Haddad (PT) em algumas universidades, além de manifestos, HDs de computadores de associação de docentes e faixas contra o fascismo
  • a presidente o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, afirmou na última sexta-feira que “a legislação eleitoral veda a realização de propaganda em universidades públicas e privadas […], mas a vedação dirige-se à propaganda eleitoral, e não alcança, por certo, a liberdade de manifestação e de expressão”
  • Rosa disse que a Corregedoria Geral Eleitoral vai apurar “eventuais excessos” nas operações nas universidades”
  • a Procuradoria Federal dos Direitos Humanos, do Ministério Público Federal, divulgou nota na qual aponta como “potencialmente incompatíveis com o regime constitucional democrático iniciativas voltadas a impedir a comunidade discente e docente de universidades de manifestarem livremente seu entendimento sobre questões da vida pública no País”
  • de acordo com a nota, a interpretação de dizeres como “Direito UFF Antifascista”, “Marielle Franco presente”, “Ditadura nunca mais. Luís Paulo vive”, escritas em cartazes e banners colocados em algumas universidades, como sendo uma forma de propaganda eleitoral, “transborda os limites da razoabilidade e compromete o arcabouço constitucional da liberdade de manifestação e de cátedra, bem como de expressão do pensamento e intelectual”
  • imagem acima de Exame

 

BRASIL/ECONOMIA

Dólar cai 1,39% e Ibovespa registra alta de 1,95%

A cotação do dólar comercial para venda encerrou a última sexta-feira em R$ 3,6518, 1,39% abaixo da registrada no dia anterior

  • o Índice Bovespa (Ibovespa), que mede o desempenho de ações negociadas na B3, a principal bolsa de valores do País, terminou o pregão aos 85.719 pontos, com alta de 1,95%
  • imagem acima de Sergio Moraes

 

Em setembro, deficit primário do governo central foi de 23 bilhões de reais; no ano, chegou a 81,6 bilhões, resultado 25% menor que o do mesmo período de 2017

A Secretaria do Tesouro Nacional (STN) divulgou na última sexta-feira (clique aqui) o resultado primário do Governo Central referente ao mês passado, que foi deficitário em 23 bilhões de reais, ante 22,8 bilhões de deficit observados no mesmo mês de 2017

  • de acordo com o sumário executivo produzido pela STN, “o Tesouro Nacional e o Banco Central contribuíram para o desempenho do mês com superavit de 8,5 bilhões de reais, enquanto que a Previdência Social (RGPS) apresentou deficit de 31,5 bilhões”
  • o saldo acumulado nos primeiros nove meses deste ano corresponde a um deficit primário de 81,6 bilhões de reais, ante 109,6 bilhões registrados em igual período do ano passado
  • imagem acima de Brazilian

 

MUNDO/POLÍTICA

FBI prende suspeito de enviar pacotes explosivos a pessoas ligadas ao Partido Democrata e a críticos do governo

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou na última sexta-feira que Federal Bureau of Investigation (FBI, a polícia federal americana) prendeu Cesar Sayoc (imagem acima, de Business Insider), suspeito de enviar pacotes com explosivos para pessoas ligadas ao Partido Democrata e a críticos de seu governo

  • “Jamais devemos permitir que a violência política se enraíze na América – não podemos deixar que aconteça”, disse Trump
  • Sayoc, que é filiado ao Partido Republicano desde 2016, foi preso na cidade de Plantation, nas proximidades de Miami, na Florida
  • o diretor do FBI, Christopher Wray, afirmou que digitais de Sayoc foram encontradas em, pelo menos, um dos pacotes e que foram recolhidas amostras de DNA
  • o secretário de Justiça, Jeff Sessions, disse que Sayoc foi indiciado por cinco crimes, entre os quais, transporte interestadual de explosivos, ameaça contra um ex-presidente (Barack Obama) e ameaça às comunicações entre os estados
  • Sessions afirmou que após a prisão de Sayoc outros pacotes foram encontrados

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *