FATOS RELEVANTES PUBLICADOS EM 09/10/2018

BRASIL/POLÍTICA

Durante entrevistas ao “Jornal Nacional”, Haddad diz que convocação de Constituinte não está mais nos planos e Bolsonaro desautoriza declarações de seu vice a respeito do assunto

Os candidatos que disputarão o segundo turno da eleição presidencial, Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL), concederam entrevistas ao “Jornal Nacional”, da Rede Globo

  • de acordo com vídeo divulgado pela emissora, Haddad, o primeiro a falar, declarou ter desistido de propor a convocação de uma Assembleia Constituinte se eleito, conforme previa inicialmente o programa de governo do partido e pretende “fazer as reformas devidas por emenda constitucional”
  • segundo ele, as reformas que pretende fazer são a tributária e a bancária, além da revogação da Emenda Constitucional 95, segundo a qual os gastos da União não podem crescer acima da inflação registrada no ano anterior
  • referindo-se à afirmação de José Dirceu, de que é “uma questão de tempo para a gente tomar o poder”, Haddad declarou: “O ex-ministro não participa da minha campanha, não participará do meu governo e eu discordo da formulação desta frase. Para mim, a democracia está sempre em primeiro lugar”
  • referindo-se à declarações do general Hamilton Mourão, candidato a vice em sua chapa, segundo as quais a elaboração de uma nova Constituição não precisaria passar por eleitos e poderia ser feita por “notáveis” e que, em caso de anarquia, cogitaria de um “autogolpe” por parte do presidente, com apoio das Forças Armadas, Bolsonaro afirmou que Mourão foi “infeliz”
  • “Ele é general, eu sou capitão. Mas eu sou o presidente. O desautorizei nesses dois momentos. Ele não poderia ir além daquilo que a Constituição permite. Jamais eu posso admitir uma nova Constituinte, até por falta de poderes para tal. E a questão de autogolpe não sei, não entendi direito o que ele quis dizer naquele momento. Mas isso não existe”, disse o candidato do PSL
  • Bolsonaro afirmou que a nomeação de Mourão para a chapa se deveu à necessidade de se demonstrar “autoridade”, mas “sem autoritarismo”
  • imagem acima de Conversa Afiada

 

Haddad visita Lula em Curitiba e reúne-se com aliado de Ciro Gomes em São Paulo

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, reuniu-se com Mangabeira Unger, ligado a Ciro Gomes, em São Paulo

  • “Vim visitar um amigo”, disse Unger, na saída do hotel onde a coordenação da campanha do candidato petista se instalou
  • de acordo com o diário Valor Econômico, Jaques Wagner (PT), senador eleito pela Bahia, participou de conversas com os integrantes da direção da campanha
  • Haddad esteve em Curitiba (PR), onde visitou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da silva, preso na Polícia Federal
  • após a visita, durante entrevista concedida num hotel da capital paranaense, Haddad declarou, em relação a Gomes, que há “muitas convergências de ideias em relação ao que precisa ser feito”
  • imagem acima de R7

 

Fernando Henrique se declara neutro em relação a Bolsonaro e Haddad

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (imagem acima, de Folha – Uol) escreveu, em sua conta no Twitter, que “as redes dizem que apoio [Fernando] Haddad [candidato do PT à Presidência da República no segundo turno] ”, o que é “mentira”, pois “nem o PT, nem [Jair] Bolsonaro [candidato do PSL, adversário de Haddad] explicitaram compromisso com o que eu creio”

  • durante entrevista ao diário O Estado de S. Paulo, o candidato do PSDB ao governo paulista na eleição de segundo turno, João Dória, declarou, referindo-se a Bolsonaro, que “o meu [apoio] ele terá […] sem nenhuma contrapartida [pois não foi fruto de] entendimento com o PSL ou com o candidato”
  • Márcio França, governador paulista e candidato à reeleição pelo PSB, adversário de Dória, disse ao jornal, referindo-se a Bolsonaro, que, está num impasse, vai aguardar “o que o partido vai fazer nacionalmente” e “ver se eles liberam para deixar o povo de São Paulo decidir”
  • o MDB do Rio Grande do Sul, cujo candidato, José Ivo Sartori, disputará a reeleição no segundo turno, anunciou apoio formal a Bolsonaro; Eduardo Leite, adversário de Sartori no segundo turno, disse que “estar num palanque com Bolsonaro é difícil diante de posições que ele adota”
  • o candidato do Patriota à Presidência, Cabo Daciolo, anunciou, por meio do Facebook, que não vai apoiar nem Bolsonaro nem Haddad (PT) no segundo turno da eleição presidencial
  • a senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS), que se candidatou a vice na chapa derrotada de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência, escreveu no Twitter que não quer “que o País corra o risco da volta do PT ao poder”
  • João Amoêdo, candidato do Novo à Presidência, declarou que o coordenador econômico de Bolsonaro, Paulo Guedes, “tem algumas ideias que se assemelham ao que defendemos, como mais liberdade econômica e privatização de estatais”, mas “o problema é que […] Bolsonaro, como deputado, nunca foi um grande defensor dessas pautas”

 

BRASIL/ECONOMIA

Dólar cai 2,3% e Ibovespa tem o maior movimento de sua história

A cotação do dólar comercial para venda encerrou o dia em R$ 3,7658 (o menor nível desde agosto passado), 2,31% abaixo da verificada na última sexta-feira

  • durante o pregão, a moeda americana chegou a valer R$ 3,7095
  • o Índice Bovespa (Ibovespa) terminou a sessão da B3, principal bolsa de valores do País, aos 86.084 pontos (maior nível desde 16 de maio deste ano), 4,57% acima do patamar estabelecido no pregão da sexta-feira passada
  • o movimento atingiu 24,6 bilhões de reais, “o maior volume de negócios da história”, segundo o diário Valor Econômico
  • ao longo do dia, o Ibovespa chegou a atingir 87.333 pontos
  • imagem acima de Piranot

 

BRASIL/CONDIÇÕES DE VIDA

Milicianos e traficantes entram em confronto no Rio

Tiroteio ocorrido no bairro de Santa Cruz, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro (RJ), deixou pelo menos quatro pessoas feridas e 12 suspeitos presos

  • de acordo com o diário O Estado de S.Paulo, os tiros foram consequência de confronto entre traficantes e milicianos
  • segundo o jornal, o confronto interrompeu a passagem de veículos na Avenida Cesário de Melo, uma das principais vias da região, na altura da Avenida Antares
  • segundo O Estado, imagens flagradas por helicóptero da TV Globo mostram cerca de 40 milicianos usando fardas parecidas com as da Polícia Militar e portando armamento pesado (imagem acima, de O Dia – iG)

 

MUNDO/POLÍTICA

Durante entrevista coletiva em Pequim, ministros de China e EUA explicitam divergências

Artigo publicado na edição desta terça-feira pelo diário Valor Econômico relata que, durante entrevista coletiva conjunta concedida em Pequim, antes de reunião para discutir o desarmamento nuclear da República Democrática do Povo da Coreia (Coreia do Norte, DPRK, na sigla em inglês), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, trocaram acusações sobre questões comerciais e interesses políticos

  • segundo o artigo, Wang acusou os EUA de intensificarem os atritos comerciais, criarem problemas em relação a Taiwan e criticarem, sem justificativas, as políticas interna e externa da China
  • “Exigimos que o lado americano pare com esse tipo de ação equivocada”, disse Wang, acrescentando que para discutir a questão da DPRK, China e EUA precisavam de uma relação bilateral saudável e estável
  • Pompeo reconheceu que os países têm um “desacordo fundamental” com as questões levantadas por Wang e disse: “Temos grandes preocupações sobre as ações tomadas pela China e espero ter a oportunidade de discutir cada uma dessas questões hoje [segunda-feira], porque esta é uma relação incrivelmente importante”
  • imagem acima de Feng Yongbin/China Daily

 

MUNDO/ECONOMIA

FMI reduz perspectiva de crescimento da economia mundial

O Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou o relatório Perspectiva Econômica Mundial segundo o qual a estimativa de crescimento econômico global para 2018 e 2019 passou de 3,9%, conforme a edição de julho último do relatório, para 3,7%

  • segundo o portal de notícias G1, o estudo afirma que o corte se deve a tensões na política comercial e à imposição de tarifas de importação
  • o FMI prevê que o crescimento de EUA e China terá uma desaceleração em 2019, com queda de 0,2 ponto percentual para ambos, resultando em alta de 2,5% e 6,2%, respectivamente
  • imagem acima de SAPO Notícias

 

MUNDO/CONDIÇÕES DE VIDA

Após constatar falha de segurança, Google anuncia desativação da rede social Google+

O Google anunciou que desativará sua rede social Google+, após revelar que em março corrigiu uma falha, ocorrida entre 2015 e o início deste ano, que expôs dados pessoais de cerca de 500 mil usuários

  • as informações expostas referiam-se a nomes, endereços de e-mail, datas de nascimento, sexo, fotos, endereços de residência, ocupação e status de relacionamento
  • segundo artigo publicado pelo diário Valor Econômico, o Google informou que durante a investigação interna do vazamento tentou identificar os usuários afetados para informá-los, mas não obteve provas de uso indevido de dados
  • imagem acima de Exame

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *