FATOS RELEVANTES PUBLICADOS EM 26/06/2018

BRASIL/POLÍTICA

Fachin envia ao plenário do STF novo recurso apresentado pela defesa de Lula

Edson Fachin, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou ao plenário da Corte pedido apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para suspender sua condenação pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no caso conhecido como “Triplex do Guarujá”

  • de acordo com artigo publicado no site do diário Valor Econômico, a defesa de Lula pediu a Fachin que o requerimento fosse julgado na sessão desta terça-feira pela Segunda Turma da Corte, mas o ministro argumentou que “a apreciação plenária constitui, no caso, exigência expressa do artigo 26-C da Lei Complementar nº 64/90, tendo em vista que se postula o acolhimento do pedido, ‘suspendendo-se os efeitos das decisões recorridas e inviabilizando a execução provisória da pena até o julgamento final do caso pelo Supremo Tribunal’”
  • segundo o jornal, “como a Procuradoria-Geral da República (PGR) tem até 15 dias para se manifestar sobre o caso, segundo prazo regimental destacado pelo ministro, o julgamento deste recurso deve ficar, no mínimo, para agosto — o Supremo fica em recesso durante todo o mês de julho”
  • na última sexta-feira, Fachin determinou a retirada da pauta da Segunda Turma de recurso – previsto para ser examinado nesta terça-feira – que pedia a suspensão da pena até que fosse julgado o mérito de infrações constitucionais apontadas pela defesa no julgamento que resultou na condenação de Lula
  • a decisão de Fachin da última sexta-feira ocorreu após a juíza Maria de Fátima Labarrère, do TRF-4, impedir o envio ao STF de recurso apresentado pela defesa
  • nesta segunda-feira, a defesa recorreu ao TRF4 e ao STF, o que gerou a decisão de Fachin de levar o recurso ao plenário da Corte
  • imagem acima de Papo TV

 

MPF denuncia ex-procurador da República Marcello Miller por ajuda prestada a donos do grupo J&F

O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF/DF) apresentou denúncia à 15ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal contra o ex-procurador da República Marcello Miller (imagem acima, de Mauro Pimentel/Folhapress), a advogada Ester Flesch, denunciados por corrupção passiva, e os executivos da holding J&F Joesley Batista e Francisco de Assis e Silva, por corrupção ativa

  • de acordo com o MPF (clique aqui), a denúncia é baseada em “extenso material probatório” que descreve que Miller, quando procurador da República, auxiliado por Ester Flesch, então sócia do escritório Trench Rossi Watanabe (TRW), aceitou promessa de vantagem indevida no valor de 700 mil reais
  • os dois teriam agido para orientar os administradores do grupo J&F a celebrar o acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR)
  • o MPF afirma que Miller orientou Joesley Batista, Wesley Batista, Francisco de Assis e Ricardo Saud a obter os benefícios da imunidade, ajudando a redigir anexos, prestando aconselhamentos jurídicos e encontrando-se diversas vezes com seus corruptores
  • para que os denunciados se tornem réus, a denúncia precisa ser aceita pelo Judiciário

 

Comissão Especial da Câmara aprova relatório que facilita a liberação de agrotóxicos

A Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisa o Projeto de Lei dos Agrotóxicos aprovou, por 18 votos a 9, o relatório (clique aqui) do deputado Luiz Nishimori (PR-PR), que permite a liberação de pesticidas mesmo antes de concluídas análises sobre eventuais riscos

  • esses produtos passam a ser liberados com um registro temporário, desde que possuam especificações idênticas em, pelo menos, três dos 37 países da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE)
  • não será necessária a conclusão de análise de órgãos como Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)
  • de acordo com o site da Câmara (clique aqui), o relatório também rechaça a palavra agrotóxicos e adota o termo pesticida
  • o texto deve seguir agora para o plenário da Casa
  • imagem acima de Jornal O Globo

 

BRASIL/ECONOMIA

Em maio, transações correntes registraram superavit de 729 milhões de dólares; em 12 meses, o deficit equivale a 0,65% do PIB

Em maio último, o saldo em transações correntes registrou superavit de 729 milhões de dólares, ante o resultado positivo de 2,8 bilhões aferido no mesmo mês do ano passado, informou o Banco Central (BC) por meio da nota à imprensa “Estatísticas do setor externo” (clique aqui)

  • no período de 12 meses encerrado em maio deste ano, as transações correntes acumularam deficit de 13 bilhões de dólares (equivalente a 0,65% do PIB)
  • imagem acima de Canção Nova Notícias

 

Bolsa tem alta de 0,44%

O Índice Bovespa (Ibovespa), que mede o desempenho da B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), principal bolsa de valores brasileira, encerrou o pregão aos 70.953 pontos (alta de 0,44% em relação ao dia anterior), após alcançar 71.323 pontos na máxima do dia

  • as negociações chegaram a 7 bilhões de reais, o que, de acordo com o diário Valor Econômico, situa-se “ligeiramente abaixo da média negociada em junho e no ano”
  • segundo o jornal, “no acumulado de junho, o índice cai 7,56%; em 2018, a baixa é de 7,13%” (em maio, o Ibovespa acumulou queda de mais de 10%)
  • a cotação de venda do dólar comercial encerrou o dia em R$ 3,7806, 0,01% abaixo da registrada no dia anterior
  • imagem acima de Blog do Farias

 

BRASIL/CONDIÇÕES DE VIDA

Controladoras da mineradora Samarco fecham acordo com autoridades para reparação de danos causados por rompimento de barragem em Mariana

A mineradora Samarco e suas controladoras, a Vale e a anglo-australiana BHP Billiton, firmaram novo acordo com autoridades (Ministério Público, Advocacias Públicas e Defensorias Públicas) para a reparação de danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), que deixou 19 mortos, centenas de desabrigados e poluiu o Rio Doce, em março de 2016

  • de acordo com o diário O Estado de S.Paulo, o novo acordo extingue ação civil pública de 20 bilhões de reais e suspende a tramitação de outra, de 155 bilhões, movidas contra a empresa e as controladoras
  • segundo o jornal, na nova versão, Samarco, Vale e BHP não se comprometem a colocar mais recursos, mas abrem espaço para que os atingidos e o próprio poder público participem da definição das medidas a serem adotadas
  • o acerto é uma repactuação do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado cerca de quatro meses após o acidente, e é válido até o cumprimento de todas as medidas exigidas ou repactuação dos programas
  • imagem acima de BBC.com

 

Denúncias de casos de estupro cresceram 16% em maio, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo

O secretário da Segurança Pública de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho, apresentou à imprensa os “Dados Estatísticos da Violência no Estado de São Paulo” (clique aqui) referente ao mês de maio deste ano

  • o número de vítimas de homicídio caiu 9,2% em relação ao mês anterior, de 273 para 248
  • o número de casos de latrocínio baixou 40,6%, 32 para 19, enquanto o número de vítimas dessas ocorrências diminuiu 39,4%, de 33 para 20
  • foram registrados 1.036 ataques sexuais, ante 943 reclamados em maio do ano passado
  • no acumulado nos primeiros cinco meses de 2018, foram registrados 5.212 casos de ataques sexuais, ante 4.485 no acumulado durante o mesmo período de 2017, um aumento de 16,2%
  • sobre o aumento dos casos de estupro, Barbosa afirmou que “o crescimento pode estar ligado ao aumento não propriamente dos crimes, mas das denúncias, já que parte dos casos registrados [cerca de 30%] não aconteceram em maio, mas, sim, em períodos anteriores”
  • imagem acima de MA10

 

MUNDO/POLÍTICA

Por considerar que eleição não foi livre e justa, União Europeia sanciona 11 autoridades da Venezuela

A União Europeia (UE) anunciou a aplicação de novas sanções econômicas contra 11 autoridades da Venezuela, entre as quais a vice-presidente daquele país, Delcy Rodriguez (imagem acima, de IELA – UFSC), em protesto pela reeleição do presidente Nicolás Maduro e por supostas violações a direitos humanos

  • segundo o diário O Estado de S.Paulo, a UE afirma que a última eleição venezuelana não foi livre e justa
  • entre as novas sanções está a proibição de viagens ao bloco europeu e o congelamento de bens
  • segundo a agência de notícias Reuters, o ex-vice-presidente venezuelano Tareck El Aissami, já afetado por sanções impostas pelos EUA, também consta na lista da UE, acusado de ser o “responsável por violações de direitos humanos como prisão arbitrária, tratamento desumano, tortura e investigações politicamente motivadas”
  • em comunicado, o governo venezuelano disse que “a UE está atacando a paz política na Venezuela ao se envolver em questões internas”

 

Na Argentina, greve geral paralisa diversos setores e leva ministro a declarar que é preciso rever reajustes salariais

Uma greve geral de 24 horas, liderada pela Confederação Geral do Trabalho (CGT), a principal central sindical da Argentina, paralisou os transportes, escolas e serviços públicos e afetou o sistema bancário do país

  • o movimento foi deflagrado em protesto contra a política econômica do governo do presidente Mauricio Macri
  • trens, ônibus, e metrô não circularam, principalmente na capital, Buenos Aires, e cerca de 600 voos foram cancelados devido à adesão de funcionários aeronáuticos
  • segundo a publicação digital The Espresso Economist, os sindicatos, que exigem aumentos salariais para acompanhar a inflação anual de mais de 25%, condenam as medidas de austeridade exigidas pelo recente acordo do país com o Fundo Monetário Internacional (FMI)
  • em reunião com empresários da indústria e do comércio, o ministro de Produção, Dante Sica, afirmou, segundo o secretário da Câmara Argentina de Comércio, Mario Grinman, que os reajustes salariais de 15% feitos no primeiro trimestre terão de ser atualizados diante da inflação atual de 26,3%
  • imagem acima de Portal Vermelho

 

Dirigentes de Líbia e Itália prometem agir conjuntamente para conter a imigração ilegal

O vice-primeiro-ministro e ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, afirmou durante entrevista coletiva concedida em Tripoli (Líbia), ao lado do vice-primeiro-ministro líbio, Ahmed Maiteeq, que os dois países trabalharão juntos para conter a imigração ilegal

  • segundo a agência de notícias Reuters, Salvini disse que “centros de recepção e identificação devem ser criados” no território africano para deter as pessoas que buscam asilo na Europa e que “as fronteiras do sul da Líbia devem ser reforçadas”
  • Maiteeg afirmou que o governo líbio está pronto para enfrentar o problema da imigração, mas recusa “completamente quaisquer acampamentos de imigrantes na Líbia”
  • imagem acima de AFP

 

MUNDO/ECONOMIA

Após declaração de secretário americano, bolsas caem nos EUA, na Europa e na Ásia

As principais bolsas de valores do mundo encerraram seus pregões em queda após o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, ter declarado, por meio do Twitter, que as restrições a investimentos no país não serão aplicadas apenas à China, mas “a todos países que estão tentando roubar nossa tecnologia”

  • segundo o diário O Estado de S.Paulo, mais tarde, o assessor de Comércio americano, Peter Navarro, afirmou que os EUA não têm “planos para impor restrições ao investimento de qualquer país que esteja interferindo de alguma forma contra nosso país”
  • o Índice Dow Jones, que mede o desempenho das ações na Bolsa de Valores de Nova York, fechou o pregão em queda de 1,37%; o S&P 500, outro índice com a mesma função, caiu 1,37%; e o Nasdaq, que reúne as empresas de tecnologia, terminou o dia em queda de 2,09%
  • no mercado europeu, o índice Stoxx 600, que mede o desempenho das ações de empresas de vários países europeus, caiu 2,04%, a maior baixa desde março último
  • o Shangai Composite, que reflete o comportamento das ações negociadas na Bolsa de Xangai, teve perda de 1,05%
  • imagem acima de G1 – Globo.com

 

Harley Davidson pretende transferir produção de motos destinadas à Europa para fora dos EUA

A Harley Davidson Motor Cycles, tradicional fabricante de motocicletas, anunciou que vai transferir sua produção destinada à exportação para a União Europeia (UE), dos EUA para outros países para evitar as tarifas impostas pela UE em resposta às medidas de importação recentemente adotadas pelo governo americano

  • segundo artigo publicado no diário Valor Econômico, a empresa afirma, em protocolo enviado às autoridades reguladoras americanas, acreditar “que se repassasse o aumento dos custos para os revendedores e clientes no varejo, isso teria impacto imediato e duradouro sobre os negócios na região”
  • de acordo com a companhia, suas instalações em Índia, Brasil e Tailândia aumentarão a produção para evitar tarifas que elevariam os custos em até 100 milhões de dólares
  • imagem acima de Daniel Acker/Bloomberg via Getty Images

 

Alta do dólar pode afetar países como Argentina, Hungria e Polônia, que têm elevado endividamento externo, alerta IIF

O Instituto Internacional de Finanças (IIF, na sigla em inglês) divulgou relatório segundo o qual a tensão comercial entre EUA e China poderá afetar as exportações em vários países e impactar, principalmente, as economias dos emergentes

  • segundo o diário Valor Econômico, o relatório também alerta para a alta global do dólar em alguns países, como Argentina, Polônia e Hungria, que têm níveis elevados de dívida em moeda estrangeira
  • imagem acima de Folha – Uol

 

CIÊNCIA&TECNOLOGIA

LHC entra em trabalho de reforma para ficar mais potente e fuçar no que pode haver além do Modelo Padrão das Partículas Elementares

O Grande Colisor de Hádrons (LHC, na sigla em inglês) do CERN, perto de Genebra, Suíça, entrou em trabalho de reforma no dia 15 de junho último, previsto para se completar em 2016, quando vai gerar 7 vezes mais colisões de prótons e até 10 vezes mais dados do que na configuração atual

  • o LHC começou a colidir prótons há cerca de dez anos em seu anel de 27 quilômetros de perímetro para testar teorias da Física fundamental e buscar novas partículas elementares, entre elas o bóson de Higgs, confirmado em 2012 como a última peça que faltava para completar o Modelo Padrão
  • hoje, o LHC pode colidir até 1 bilhão de prótons por segundo
  • na nova configuração, dita de “alta luminosidade”, os feixes de prótons que giram em sentidos opostos para se chocar e espalhar seus constituintes serão “espremidos” por pulsos eletromagnéticos mais potentes, ficando mais finos e concentrando mais partículas em rota de colisão
  • a atualização será feita em etapas: novos eletroímãs e equipamentos de geração de feixes de prótons serão instalados quando o LHC for desligado por dois anos em 2019; a maioria dos demais equipamentos necessários será instalada em um desligamento mais longo, de 2024 a 2026, quando o acelerador renovado será, então, religado
  • espera-se que o maior volume de dados, ainda mais precisos, abra as portas para uma nova Física além do Modelo Padrão
  • este Modelo descreve muito bem a interação das partículas subatômicas conhecidas, mas o LHC tem fornecido dados que podem ser os primeiros indícios, tênues ainda, de que esse não é um ponto final da Física
  • o aumento da potência e da precisão dos dados gerados pelo acelerador visa justamente fuçar nesses indícios e testá-los
  • na imagem acima, de Julien Ordan/CERN, o início das obras civis para novas estruturas no subsolo

 


Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *