FATOS RELEVANTES PUBLICADOS EM 04/05/2018

The Santiago Times The Santiago Times

BC da Argentina eleva taxa de juros para 33,25% ao ano

Leia mais

 

BRASIL/POLÍTICA

Durante cerimônia, comandante do Exército diz que a crise “enfraquece nossa essência” e que Norte e Nordeste esperam que São Paulo “mobilize as forças nacionais”

Durante a cerimônia de posse do general Luiz Eduardo de Batista Pereira como comandante militar do Sudeste, realizada em São Paulo (SP), o comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, declarou, em discurso, que “a crise começa a atingir a identidade nacional e enfraquecer nossa essência” (imagem acima, de Comando Militar do Sudeste)

  • de acordo com o diário Valor Econômico, Villas Boas “exortou São Paulo, ‘a quem o Brasil deve o processo de modernização pós-1932’, a assumir a liderança de um ‘projeto de resgate para o Brasil’”
  • o comandante do Exército disse também que “aí estão o Norte e o Nordeste a esperar que São Paulo mobilize as forças nacionais e o sentimento de emergência do país”
  • “Falo como soldado e brasileiro, compartilhando a desesperança e as angústias do País”, declarou Villas Boas
  • à cerimônia, realizada no pátio Mario Kozel da sede do Comando do Sudeste, compareceram o ministro da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, o comandante da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Ferreira, o interventor da Segurança Pública do Rio, general Walter Braga Netto, os pré-candidatos à Presidência Aldo Rebelo (SD) e Jair Bolsonaro (PSL), o presidente do Conselho de Administração do Bradesco, Luiz Trabuco, o presidente da Fecomercio, Abram Szajman, além de presidentes de empresas com as quais o Exército mantém relações como cliente de insumos e fornecedor de serviços

 

STF decide restringir foro privilegiado a parlamentares federais

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que o foro por prerrogativa de função conferido a deputados federais e senadores se aplica apenas a crimes cometidos no exercício do cargo e em razão das funções a ele relacionadas

  • de acordo com o STF (clique aqui), a decisão ocorreu por maioria de votos favoráveis (do relator, Luís Roberto Barroso, das ministras Rosa Weber e Cármen Lúcia, presidente da Corte, e dos ministros Edson Fachin, Luiz Fux e Celso de Mello)
  • o ministro Marco Aurélio acompanhou em parte o voto do relator, mas divergiu no ponto em que chamou de “perpetuação do foro”
  • votaram parcialmente contra o relator os ministros Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Dias Toffoli
  • com a decisão, deixarão o STF parte dos aproximadamente 540 inquéritos e ações penais relacionados a parlamentares em tramitação
  • caberá ao ministro-relator de cada um desses inquéritos ou ações analisar quais deverão ser enviados à primeira instância da Justiça por não se enquadrarem nos novos critérios
  • imagem acima de Rosinei Coutinho/STF

 

Toffoli nega liminar pedida pela defesa de Lula com o objetivo de transferir processo, em mãos de Moro, para a Justiça paulista

O ministro Dias Toffoli (imagem acima, de Carlos Moura/STF), do Supremo Tribunal Federal (STF), negou pedido apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que o processo do caso do “sítio de Atibaia” fosse retirado da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba, comandada pelo juiz Sergio Moro

  • na reclamação, a defesa alegava que Moro descumpriu decisão tomada pela 2ª Turma do STF ao não enviar para a Justiça Federal de São Paulo os termos das colaborações firmadas por executivos da Odebrecht relacionados à compra do sítio
  • segundo Toffoli, o pedido não tem “plausibilidade jurídica”, pois, de acordo com a agência de notícias do STF (clique aqui), “determinou-se o encaminhamento isolado de termos de depoimento que originariamente instruíam procedimento em trâmite no Supremo Tribunal Federal à Seção Judiciária de São Paulo, bem como que, em relação a esses termos de depoimento – e não em relação a ações penais em curso em primeiro grau –, fossem oportunamente observadas as regras de fixação, de modificação e de concentração de competência”

 

BRASIL/ECONOMIA

Produção industrial teve alta de 1,3% em março, informa IBGE

A produção industrial nacional cresceu 1,3% em março último na comparação com o mesmo mês do ano passado, informou (clique aqui) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) por meio de nota

  • em relação a fevereiro deste ano, houve queda de 0,1%
  • no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, a produção cresceu 3,1% e, no intervalo de abril de 2017 a março deste ano, 2,9%, em relação a abril de 2016-março de 2017
  • segundo a nota, na comparação com março do ano passado, houve alta da produção “em duas das quatro grandes categorias econômicas, 12 dos 26 ramos, 44 dos 79 grupos e 48,0% dos 805 produtos pesquisados”
  • a produção de veículos automotores, reboques e carrocerias cresceu 17,6% e “exerceu a maior influência positiva na indústria, impulsionada, em grande parte, pela maior fabricação dos itens automóveis, caminhão-trator para reboques e semirreboques, caminhões e autopeças”
  • imagem acima de Brasil.gov.br

 

Dólar cai 0,56% e fecha a R$ 3,5293

A cotação do dólar chegou a R$ 3,5293 no fechamento, 0,56% abaixo da registrada na última quarta-feira

  • ao longo desta semana a cotação média permanece 1,93% acima da aferida na semana passada
  • de acordo com o diário Valor Econômico, em 12 meses, a moeda americana se valorizou 11,71% frente ao real
  • a queda do dólar nesta quinta-feira ocorreu, segundo o jornal, “no mesmo dia em que o Banco Central iniciou as rolagens de contratos de swap cambial tradicional – derivativo cuja venda equivale a uma injeção de liquidez no mercado futuro. O BC colocou todos os 8.900 ativos ofertados, mas a venda integral se mostrou insuficiente para trazer alívio mais consistente ao câmbio. Tanto que, ao longo do dia, a cotação bateu R$ 3,5667, nova máxima em quase dois anos”
  • imagem acima de Exame

 

BRASIL/CONDIÇÕES DE VIDA

Operação realizada em quatro estados e no Uruguai visa esquema de doleiros que movimentou 1,6 bilhão de dólares e mais de 3 mil offshores

O Ministério Público Federal (MPF), a Polícia Federal (PF) e a Receita Federal realizaram a operação “Câmbio, desligo”, no âmbito da Lava Jato, que contou com apoio de autoridades uruguaias e que, segundo o MPF (clique aqui), visa, desarticular um grandioso esquema de movimentação de recursos ilícitos no Brasil e no exterior por meio de operações dólar-cabo, entregas de dinheiro em espécie, pagamentos de boletos e compra e venda de cheques de comércio

  • a operação foi deflagrada com base em informações fornecidas pelos delatores Vinicius Claret e Cláudio Barbosa, apontados como “doleiros dos doleiros” pelo MPF
  • eles detalharam como funcionava um esquema entre doleiros de todo o País e que movimentou cerca de 1,6 bilhão de dólares, envolvendo mais de 3 mil offshores (de acordo com o Wikipédia, nome comum dado às empresas e contas bancárias abertas em territórios onde há menor tributação) em 52 países
  • segundo o MPF, foram expedidos 43 mandados de prisão preventiva contra pessoas que atuaram em diferentes núcleos desse esquema
  • também foi determinada a prisão temporária de operadores financeiros, com o intuito de garantir a efetividade das diligências
  • os mandados estão sendo cumpridos no Uruguai, nos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e no Distrito Federal
  • de acordo com o site da revista Exame, o principal alvo da operação é Dário Messer (imagem acima, de UOL Notícias), que está foragido e é considerado o maior doleiro em atividade no Brasil

 

Operação policial em Cidade de Deus deixa mortos e feridos

Unidades do Comando de Operações Especiais (COE), do 18º Batalhão da Polícia Militar (PM/Jacarepaguá), e da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Cidade de Deus realizaram operação conunta no bairro Cidade de Deus, situado na Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ), e se envolveram em tiroteio que deixou quatro mortos, pelo menos quatro feridos e interditou, por duas horas, duas das principais vias da cidade, a Linha Amarela e a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá

  • segundo a Secretaria Municipal de Saúde, as quatro pessoas já chegaram sem vida ao Hospital Lourenção Jorge, na Barra da Tijuca
  • a operação foi realizada para buscar e prender suspeitos envolvidos na morte do capitão da Polícia Militar Stephan Contreiras (imagem acima, de Arquivo pessoal/G1), de 36 anos, ocorrida na manhã desta quinta-feira
  • segundo a PM, durante a ação oito pessoas foram presas, dois fuzis, quatro pistolas e drogas foram apreendidos

 

MUNDO/POLÍTICA

Primeiro-ministro da Espanha descarta perdão a membros do grupo separatista basco ETA

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy (imagem acima, de El País Brasil), declarou que não haverá impunidade para o grupo separatista basco Euskadi Ta Askatasuna (Pátria Basca e Liberdade, em basco), conhecido como ETA, e que o governo continuará a perseguir os ex-militantes

  • a declaração foi dada horas após o ETA publicar comunicado no site espanhol El Diario informando sua dissolução
  • segundo a agência de notícias Reuters, Rajoy disse que o ETA “pode anunciar seu desaparecimento, mas seus crimes não desaparecerão, nem o trabalho da justiça de rastreá-los e puni-los”
  • ao ETA, formado por um grupo de estudantes em Madri, em 1959, são atribuídas ações que deixaram mais de 800 pessoas mortas

 

MUNDO/ECONOMIA

BC da Argentina eleva taxa de juros para 33,25% ao ano

O Banco Central da Argentina divulgou, por meio de comunicado, a elevação da taxa básica de juros de 30,25% para 33,25% ao ano, seis dias após ter aumentado os juros em três pontos porcentuais e realizado intervenção de mais de 5 bilhões de dólares para evitar uma queda forte do peso

  • no comunicado, o banco informa que tomou essa decisão “com o objetivo de garantir o processo de desinflação” e que “está pronto para atuar novamente, se for necessário”
  • segundo artigo publicado pelo diário Valor Econômico, a medida não foi suficiente para conter a queda da moeda argentina, que nesta quinta-feira rompeu a barreira dos 22 pesos por dólar
  • imagem acima de Merco Press

 

Governo venezuelano intervém em banco privado e prende executivos, acusados de realizarem operações especulativas

O governo da Venezuela anunciou a intervenção no Banesco, um dos maiores bancos privados do país, por 90 dias, e a prisão de 11 executivos da entidade financeira, por supostas operações especulativas contra a moeda venezuelana

  • em comunicado lido na TV estatal VTV, o governo informou que a medida visa “assegurar o pleno funcionamento e continuidade da prestação de serviços após a prisão da alta direção determinada pelo Ministério Público”
  • o texto justifica a intervenção por “irregularidades detectadas que incorrem em crimes definidos por nossas leis, especialmente em sérios e notórios fracassos em suas obrigações de prevenção da legitimação de capitais”
  • durante entrevista, antes da leitura do comunicado, o procurador-geral venezuelano, Tarek El Aissami, anunciou a prisão dos diretores do Banesco e disse que o banco facilitaria o funcionamento de empresas de fachada
  • imagem acima de Marco Bello/Reuters

 

Deficit comercial dos EUA diminuiu 15% em março

O Departamento de Comércio dos EUA divulgou dados da balança comercial, relativos a março último, que registraram deficit de 48,96 bilhões de dólares, 15% menor do que o do mês anterior

  • o deficit comercial com a China caiu 11,6% para 25,9 bilhões de dólares
  • de acordo com o diário Valor Econômico, no acumulado no primeiro trimestre deste ano o deficit comercial dos EUA com a China cresceu 16%, para 91,1 bilhões de dólares, o que torna o país asiático o maior parceiro comercial dos americanos, superando o Canadá

 

MUNDO/CONDIÇÕES DE VIDA

Tempestades de areia causam a morte de mais de 100 pessoas na Índia

Fortes tempestades de areia atingiram os estados de Uttar Pradesh e Rajastão, no norte da Índia, na quarta e quinta-feira, causando a morte de ao menos 125 pessoas e ferimentos em outras centenas

  • segundo o diário O Estado de S.Paulo, ventos de até 130 quilômetros horários derrubaram muros, árvores, postes de energia e casas, nas quais muitas pessoas morreram enquanto dormiam
  • com 43 mortos, a cidade de Agra, que abriga o famoso palácio Taj Mahal, foi a mais atingida, segundo autoridades locais
  • imagem acima de Cassilândia Urgente

 

CIÊNCIA&TECNOLOGIA

Indústria da aviação civil cresce na China, mas depende da tecnologia de gigantes dos EUA

A agência de notícias chinesa Xinhua informou em abril que o crescente setor de aviação na China cria demandas que são atendidas não apenas por empresas do próprio país, mas também por globais, especialmente as gigantes dos EUA como Boeing, Gulfstream Aerospace, Textron Aviation, Bell Helicopter e outras numa extensa cadeia de fornecedores de sistemas, peças e componentes

  • em 2017, diz a agência, a Administração da Aviação Civil da China computava que país tinha uma frota civil de 3.296 aeronaves e a Boeing previa que o país precisará de 7.240 novas unidades nos próximos 20 anos, avaliadas em cerca de 1,1 trilhão de dólares
  • no mesmo ano, a Boeing vendeu para China um recorde de 202 novas aeronaves, o que representou 26% de suas entregas globais e o sexto ano consecutivo com mais de 140 entregas para o país
  • a agência cita a Boeing ao afirmar que mais de 9 mil aviões civis montados por essa empresa têm componentes fabricados na China, como, por exemplo, os lemes de direção para toda a família 787, produzidos pela Corporação da Indústria de Aviação da China
  • ainda em 2017, a Bell Helicopter assinou um contrato para a produção de 100 helicópteros monomotores Bell 407GXP com sua parceira chinesa, a Shaanxi Helicopter, que por sua vez recebeu do Reignwood Group, sediado em Pequim, pedido de 110 helicópteros Bell505
  • todos os principais sistemas instalados em aviões montados na China são fabricados por empresas dos EUA, como nos casos do avião de passageiros C919 (imagem acima, de sina.com.cn), do novo jato regional ARJ21 e do avião de uso geral Y-12

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *